Desvendar as complexidades clínicas globais em cânceres de cabeça e de pescoço: Identificação de abordagens para melhorar os re

Desvendar as complexidades clínicas globais em cânceres de cabeça e de pescoço: Identificação de abordagens para melhorar os resultados com toxicidades controláveis

Desvendar as complexidades clínicas globais em cânceres de cabeça e de pescoço:  Identificação de abordagens para melhorar os resultados com toxicidades controláveis
RestartResume

IO está se tornando o padrão de tratamento em SCCHN e os taxanos estão surgindo como uma opção potencial de tratamento poupador de fluorouracila. Você está pronto para essas mudanças?

Available credits: 0.25

Time to complete: 15 minutos

Released:

Valid until:

Take Post-Test

If you’ve already completed the activity.

  • Overview

    Formular planos de tratamento individualizados para pacientes com carcinoma de células escamosas recorrente ou metastático de cabeça e de pescoço (SCCHN) é cada vez mais essencial e cada vez mais complexo. Os regimes mais recentes tornaram-se o padrão de tratamento devido à sua eficácia na sobrevida geral e redução da toxicidade. Então, como podemos implantá-los agora que estão em nosso arsenal de tratamento?

    Junte-se aos médicos Joël Guigay e Kevin Harrington à medida que exploram o papel de IO como o padrão de atendimento em SCCHN e discutem o potencial dos taxanos para reduzir a dependência de regimes quimioterápicos baseados em fluorouracila. Sintonize para ter certeza de que está atendendo às necessidades dos seus pacientes com SCCHN.

  • Divulgação de conflito de interesses

    De acordo com as normas ACCME de integridade e independência, a Global Learning Collaborative (GLC) exige que os indivíduos em posição de controlar o conteúdo de uma atividade educacional divulguem todas as relações financeiras relevantes com qualquer empresa inelegível. A GLC mitiga todos os conflitos de interesse para garantir independência, objetividade, equilíbrio e rigor científico em todos os seus programas educacionais. 

    Corpo docente:

    Joël Guigay, MD, PhD
    Professor de medicina
    Centre Antoine-Lacassagne
    Université Côte d’Azur
    Nice, França 

    Função consultiva: BMS, Merck SD, Merck Serono, Nanobiotix 

    Kevin J. Harrington, MD
    Chefe da divisão de radioterapia e imagem
    The Institute of Cancer Research
    Londres, Reino Unido

    Honorários: Merck Sharp and Dohme, Amgen, Merck Serono, AstraZeneca/MedImmune, Boehringer Ingelheim, Bristol-Myers Squibb, Pfizer, Replimune, Oncolys BioPharma, Mersana
    Taxas de consultoria ou função consultiva: AstraZeneca/MedImmune, Boehringer Ingelheim, Bristol-Myers Squibb, Merck Serono, Merck Sharp and Dohme, Pfizer, Replimune
    Escritório de palestrantes: Bristol-Myers Squibb, Merck Sharp and Dohme e Merck Serono
    Financiamento de pesquisa: AstraZeneca, Boehringer Ingelheim, Merck Sharp and Dohme e Replimune

    Revisores/Organizadores de conteúdo/Autores:

    • Jorge Bacigalupo não tem nada a divulgar.
    • Ann Early não tem nada a divulgar.
    • Nicole Fox, DNP, MSN-Ed, RN, OCN, não tem nada a divulgar.
    • Brian P. McDonough, MD, FAAFP não tem nada a divulgar.
    • Anna Trentini não tem nada a divulgar
  • Objetivos de aprendizado

    Após participar desta atividade educacional, os participantes devem ter melhor capacidade de:

    • Formular abordagens de tratamento para pacientes com R/M SCCHN que proporcionam boa sobrevida geral e reduzem a toxicidade
    • Discutir a importância atual e futura dos taxanos em combinação com mAbs na gestão de R/M SCCHN
  • Público-alvo

    Esta atividade foi projetada para atender às necessidades educacionais de oncologistas médicos, oncologistas de radiação, patologistas e HCPs que tratam de pacientes com câncer de cabeça e pescoço na Europa e China/Ásia-Pacífico.

  • Reconhecimento e atribuição de créditos

    A Global Learning Collaborative (GLC) designa esta atividade de podcast para um máximo de 0,25 créditos de categoria 1 da AMA PRA™. Os médicos devem solicitar apenas o crédito proporcional à sua participação na atividade.

    A Global Learning Collaborative (GLC) designa esta atividade para 0,25 horas de contato de enfermagem. Os enfermeiros devem reivindicar apenas o crédito proporcional à extensão de sua participação na atividade.

  • Fornecedor

    AGILEAcademy for Interprofessional Learning and Education – projeta, desenvolve e oferece educação em um amplo espectro de doenças e condições clínicas. Nossa missão é servir como uma fonte confiável de informações clínicas que ajudam os profissionais de saúde a melhorar a competência, o desempenho e os resultados dos pacientes

  • Apoio comercial

    Esta atividade é apoiada por uma bolsa educacional independente da área de saúde da Merck KGaA, Darmstadt, Alemanha.

  • Isenção de responsabilidade

    As visões e opiniões expressas nesta atividade educacional são do corpo docente e não representam necessariamente as visões da GLC e AGILE. Esta apresentação não pretende definir um curso exclusivo de tratamento de pacientes; o participante deve usar seu julgamento clínico, conhecimento, experiência e habilidades diagnósticas ao aplicar ou adotar para uso profissional qualquer uma das informações aqui fornecidas. Quaisquer procedimentos, medicamentos ou outros cursos de diagnóstico ou tratamento discutidos ou sugeridos nesta atividade não devem ser usados por médicos sem avaliação das condições de seus pacientes e possíveis contraindicações ou perigos em uso, revisão de quaisquer informações de produto do fabricante aplicável e comparação com recomendações de outras autoridades. Links para outros sites podem ser fornecidos como fontes adicionais de informação. Depois de optar por um link para um site fora da AGILE, você estará sujeito aos termos e condições de uso, incluindo, direitos autorais e restrição de licenciamento desse outro site.

    Reprodução proibida
    A reprodução deste material não é permitida sem a permissão por escrito do proprietário dos direitos autorais.

    Isenção de responsabilidade: Alguns produtos discutidos nesta atividade podem não ter recebido aprovação regulatória do FDA dos EUA para o tratamento de pacientes. O FDA declarou que “as boas práticas médicas e os melhores interesses do paciente exigem que os médicos usem medicamentos, produtos biológicos e dispositivos legalmente disponíveis de acordo com seu melhor conhecimento e julgamento.”  

  • System Requirements

    Our site requires a computer, tablet, or mobile device and a connection to the Internet. For best results, a high-speed Internet connection is recommended (DSL/Cable/Fibre). We also recommend using the latest version of your favorite browser to ensure compliance with W3C standards, such as Chrome, Safari, Firefox, or Microsoft Edge.

Facebook Comments

NEW FEATURES:

Register

We’re glad to see you’re enjoying Global Oncology Academy…
but how about a more personalized experience?

Register for free